☮ PAZ ☮

Olhe no meu olho e veja o brilho da alma de um louco
  • HomeAskRapGrafittiPazSubmitArchive

  • “Nem eu sei o que está acontecendo. Eu estou meio perdida. Como se eu não fizesse parte desse mundo. Como se eu tivesse no lugar errado. Eu não sei o que está acontecendo. Não sei o porquê. Não sei o que eu sinto. Não sei o que eu quero. E eu não tenho nada pra contar, eu não fiz nada, eu não sou nada.” Eu demorei pra responder porque eu fiquei pensando se há mais pessoas que sintam isso além de eu e você. Porque eu sei que também observa a maneira como todos sorriem. Eles parecem ter tudo não é mesmo? E mesmo se não tiverem eles tem uma boa família. Vivem em volta de amigos que se criaram com eles desde a infância. Eles têm pessoas que permanecem apesar do caos. E nós? A nossa família é uma merda. E nós nunca sabemos pra quem ligar em uma crise de pânico. Passamos a maior do tempo tentando não enlouquecer e colocar um pé após o outro. Eu observo você há algum tempo. Eu tento cuidar de você. Mas tem um ponto em que todos os meus cuidados são bloqueados. A um ponto dentro de cada um de nos tão obscuro que não permite que nada ou ninguém se aproxime. É nele que reside todas as piores coisas que já passamos. E nele que estão todas as nossas angustias e anseios. É nele que eu tenho estado do lado de fora todos os dias desde que eu te conheci. Da mesma forma que eu sei que se espirar por entre as cortinas você também estará do meu. E que vivemos cercadas com o mesmo tipo de solidão. Eu tenho tanto medo quanto você. Porque apesar de estarmos sozinhas nessa vida mais do que nos é permitido quando olhamos mais além e vemos que isso poderá ser permanente… dá medo. É como se nos dissessem para darmos fim em todas as nossas tentativas frustradas de sermos alguém melhor. Como se pra nós só coubesse as coisas ruins e amargas. Eu fico pensando se alguém olha pra gente. Pra dentro de nós. E se consegue enxergar o quão doente a gente se tornou. O quanto de coisa que já passamos. E o tanto de descaso que enfrentamos a cada segundo. Como será que esse alguém teria coragem de desviar os olhos sem antes tentar nos ajudar? Sem antes nos dar um pouco de paz? Eu tento ser forte por você. Eu tento ser a pessoa positiva da história. Mas a verdade é que sou tão doente e sozinha quanto você e todos aqueles que não sabem o porquê continuam. Porque a gente está aqui se tudo que nos foi destino são prantos e olhares mordazes? E olha que a gente se esforça. Olha que a gente para de se importar com o tanto de tapa na cara que recebe e simplesmente olha adiante. Quando de repente alguém coloca o pé na sua frente e você se desfaz naquela projeção sádica e sem perspectiva. E só Deus sabe quantas vezes fizemos isso. E o quanto isso nos custa até hoje. Ninguém sabe que essas dores internas foram roubando nossa liberdade. E essa sensação é horrível. É como se tivessem sugado a nossa vida. E o mais triste de tudo é que as pessoas que nos causam isso não notam. Elas não vêem quanto mal nos causam. E a gente vai deixando porque elas são tudo que a gente quis. Ou mais perto que a gente vai ter de alguém presente. Porque é melhor permanecer na dor do que admitir que não se tem nada. Porque nos sabemos como é se perder. E acho que estamos muito perto de voltar para esse caminho. Eu queria ter respondido algo positivo. Eu queria ter dito que as coisas vão melhorar e que continuar tendo fé não é tolice nenhuma. Mas quantas vezes eu já não disse isso? Quantas vezes eu já não ouvi você falando isso também? Estamos exaustas. Chegamos ao limite. Nada nos afeta mais. A gente virou o resto de poeira cósmica que ninguém quer ver. Eu também não sei o que eu sinto. Eu não compreendo para o que eu vivo. Eu não sei o que eu sou e não tenho mais nenhuma lembrança do que costumava ser. Mas uma coisa é certa: eu vou ficar do seu lado. E eu vou continuar tentando te mostrar as coisas boas que estão fugindo do nosso alcance. Eu vou te lembrar de como eu era e da diferença que tu fez na minha vida. E que as coisas não parecem tão tristes quando você está por perto. E que o meu mundo pode ficar pra depois que a gente ver o que você precisa pra permanecer no seu. Eu posso não saber o que eu quero, mas eu tenho você. E você sempre terá a mim. E se daqui a 20 anos a gente continuar se sentindo como hoje eu vou estar ali fora esperando você pra rirmos de tudo. E se em algum momento você sentir que não tem como continuar me chama que eu apareço. Me chama que eu te cuido e te protejo. Que eu te mostro as coisas boas que você faz/fez por mim diariamente. Porque se a gente for assim como quem não quer nada a gente para de morrer. Ou aprende a viver.”

    KEHL, Luisa.  (via oxigenio-dapalavra)

    ReblogHá 3 dias with 965 notas

    so-personal:

    everything personal

    242
    146
    762

    “Por que as rosas se calam no inverno, amor?
    Por que as pétalas caem no outono,
    e o cheiro delas ficam mais fortes
    nos dias primaveris?
    Por que será?
    Não usaram fertilizantes,
    mas brotou ali, naquele canteiro,
    uma rosa avermelhada.
    Da cor da paixão, do sangue
    que percorre tuas veias.
    Pois meu bem, a flor é a personificação
    de um amor duradouro,
    que nem o tempo ousa desgastar.”

    Clarividente  (via oxigenio-dapalavra)

    ReblogHá 5 dias with 827 notas